Coordenação Geral de Extensão e Ação Comunitária

Projeto Eduka + Angola

educaangola

PROJETO EDUKA + ANGOLA

O projeto Eduka + Angola trata-se de uma atividade de extensão universitária proposto pelo UniMissões, um departamento do Centro Universitário de Anápolis que busca despertar nos acadêmicos o propósito missional de cada pessoa, frente à formação acadêmica; é organizado pelo curso de Pedagogia composto por uma equipe de docentes e acadêmicos e se dá em um contexto transcultural.

A iniciativa foi de um egresso angolano do curso de Pedagogia que após a graduação, percebeu a necessidade de maior mobilização no sentido de realizar ações voltadas à Educação junto à realidade do seu país; assim, ao longo de três anos, tem desafiado professores e acadêmicos a se envolverem neste propósito.

O principal objetivo deste projeto é contribuir com a formação continuada de professores do ensino primário de Angola, o qual corresponde à primeira fase do Ensino Fundamental no Brasil, em direção a uma prática pedagógica que desperte as possibilidades metodológicas na relação do ensino com a aprendizagem, além de desenvolver atividades lúdicas com crianças por meio do Kid Games, uma proposta que incentiva a percepção dos participantes quanto a princípios e valores nas relações sociais.

A participação no projeto se dá por meio da seleção de candidatos, a partir do interesse de acadêmicos de diferentes áreas e que estejam cursando do 4º período em diante. O preparo da equipe se dá por meio de reuniões que acontecem em encontros quinzenais para planejamento das ações a serem desenvolvidas em Angola, aproximando e fortalecendo a relação entre os integrantes da equipe. Há atenção especial dos organizadores com relação à interação com outra cultura, a qual é refletida por meio de dinâmicas e rodas de conversa em relação a aspectos antropológicos e ao etnocentrismo.

O convívio entre diferentes etnias, em uma interrelação cultural, por si só já é um desafio que demanda esforço e compreensão das diferentes realidades, e por isso os participantes precisam estar conscientes e dispostos a viver intensamente a experiência de imersão.

O Eduka + Angola se dá na parceria entre o Centro Universitário de Anápolis –  UniEVANGELICA com a Igreja Cristã Evangélica de Angola – IECA,localizada em Luanda, e com a Escola do Grupo Chamuanga, localizada em Kuito, capital do Bié. Nestas duas localidades são desenvolvidos encontros com professores e ações de cidadania junto à comunidade local, com destaque para o Seminário Internacional de Educação que chega a reunir mais de 80 professores de diferentes localidades do país, os quais participam de palestras em plenária e oficinas pedagógicas ministradas pelos acadêmicos da UniEvangélica que estudaram e se prepararam no período de capacitação no Brasil. Na sequência são desenvolvidas também ações na zona rural, na cidade de Catchiungo, ainda na região do Bié, atendendo professores e a comunidade da Caputa e do Dumbo em que há escolas carentes de assistência na formação dos professores e crianças que possuem diversas limitações. Nesta localidade, a equipe do projeto Eduka+Angola tem o apoio da Missão do Dondi, uma base missionária da IECA que se responsabiliza por estas escolas, por um hospital, igrejas evangélicas da região e um seminário teológico.

O projeto vai para sua 3ª edição em janeiro de 2020 e os depoimentos dos participantes até aqui relatam a significativa contribuição para a formação acadêmica e pessoal. Como fruto desta experiência, a revista do Eduka+Angola, que se encontra no repositório institucional e os relatos de experiência produzidos pelos acadêmicos, se tornam fontes de pesquisa para estudo e reflexões a respeito do exercício da cidadania em realidades culturais que se diferem do nosso contexto. Todos se sentem impelidos e desafiados a reverem conceitos, bem como ampliarem as possibilidades interativas e de atuação da prática profissional para os diferentes espaços e situações. O repensar valores, o respeito às diferenças culturais e saberes, o aprender na e com a diversidade destacam-se como grandes experiências, exigindo a mudança no modo de pensar e fazer tanto no ensino quanto na prática.